Logo_UmQuarto.png

Proposta de rock experimental de Florinaópolis, SC, UmQuarto nasceu às avessas do que geralmente acontece com uma banda. Enquanto carreiras solos saem de bandas, aqui foi o contrário. Mayer Soares, baixista e vocalista, já tinha lançado um EP e dois singles, assinando com seu próprio nome, mas já acompanhado de Thiago Mordentte e Chico Badalloti nas guitarras e Henrique Recidive na bateria. Novos projetos estavam já engatilhados para começar mas veio a pandemia. Tudo precisou ser revisto e então começaram a produzir novas canções no meio do isolamento social. Cada um em sem canto, contribuindo para novas músicas. Os músicos que acompanham Mayer Soares passaram a ser muito mais participativos no processo criativo e produção. Sendo assim, não seria mais interessante tais músicos serem “a banda que toca com o Mayer”. Então, surgiu UmQuarto. Cada um dos 4 membros é um quarto de algo maior, a banda. Cada um tem o seu papel fundamental. E o nome também é uma referencia ao processo de compor e gravar cada um no seu “quarto” em respeito ao isolamento social. Em 03 de agosto de 2020 lançam a primeira música com essa nova assinatura: Feedback Reverb.

No início do ano de 2021 é lançado El Flaco, canção em homenagem ao compositor argentino Luis Alberto Spinetta. A canção teve participação de Lucas Gonçalves, das bandas Maglore e Vitreaux e foi composta em parceria com a cantora argentina Angele Gastambide. Com bastante repercussão, El Flaco se tornou um marco para a banda, atingindo público diversas partes do Brasil e da América Latina.
 

Mas os planos para um disco se mantiveram, apesar da pandemia. Com todo o cuidado sanitário e de saúde, a banda se isolou numa casa de 1850, na beira da Lagoa da Conceição em Florianópolis, SC para gravar 10 músicas. Todo equipamento e instrumentos de gravação foram levados para essa casa, com acesso apenas de barco, pelo estúdio Lab de Sá. Toda a casa foi microfonada, transformando o imóvel tombado em patrimônio histórico num verdadeiro estúdio. O  resultado começou a ser divulgado com o lançamento do primeiro single e clipe, da canção Acordar.

“A ideia de gravar um disco numa casa isolada foi para ter uma estética sonora diferente. A pandemia também foi fundamental nessa escolha, pois não era seguro ir e voltar de um estúdio todos os dias. Ficamos compondo e criando arranjos todos os dias das 9h à meia-noite e a energia que o ambiente criou foi fundamental para que as músicas tivessem a sonoridade que buscávamos”, diz Mayer.


Com produção de Felippe Pompeo e captação pelo estúdio Lab de Sá, Acordar e O Mar de Madalena são os primeiros lançamentos de divulgação do primeiro disco do UmQuarto, com previsão de lançamento no meio do ano.

Hoje, UmQuarto é formado por Mayer, Henrique e Thiago.

IMG_0135.jpg

Baixo, voz
Mayer Soares

Mayer é a voz e as linhas de baixo por trás das criações do UmQuarto. É amante da estética sonora dos anos 60, mas muito atento ao que se faz de mais moderno no Rock, em especial das bandas brasileiras. 

Apesar de ter Paul McCartney como uma fonte de inspiração, seu baixista predileto é o John Paul Jones. “Se não fosse o Jones, talvez eu seria guitarrista”. 

Além da veia beatlemaníaca, é amante do blues e de sons brasileiros. De tempos pra cá, tem como meta conhecer cada vez mais artistas e bandas contemporâneas. “O Rock que se faz hoje é lindo. A vida é muito curta para ouvir sempre as mesmas coisas."

Bateria
Henrique Recidive

Henrique Recidive é mineiro e junto com Mayer forma a cozinha do UmQuarto. Foi o primeiro a ser convidado para entrar no time. Apaixonado por grooves e jazz, faz da bateria do UmQuarto algo especial. Fã de Led Zeppelin, Rush, Deep Purple, toda a cena grunge dos anos 90, e até Jamiroquai e Rage Against The Machine. Essa mistura torna sua levada única para a proposta experimental. 

Entre suas influências artísticas, Henrique aprecia o trabalho de John Bonham, Stanley Randolph, Neil Peart, Danny Carey e Mark Guiliana. 

Sobre a cena autoral dos dias de hoje “Boogarins é uma referência pra mim.” Henrique é um admirador também do psicodélico pop, Hard rock, stoner e djent rock. 

Mas se tratando de bandas, Henrique atualmente está apegado a nomes como Pond, Tame Impala, Daft Punk, Gorillaz, The Contortionist.

IMG_0086 (1).jpg
IMG_0727.jpg

Guitarra

Thiago mordentte

Thiago é o guitarristas dos 1000 pedais. Com isso, o som do UmQuarto consegue atingir inúmeras experimentações e timbre dos mais diversos. A divindade que mais presta adoração é Jimi Hendrix. Mas no seu panteão estão lá Ewan Currie, Jay Watson, Gary Clark Jr, Keith Richards, Richie Blackmore e David Gilmour. 

Suas bandas referências para o seu estilo vão do progressivo do Rush, até o peso do Led Zeppelin e o Rock de Rolling Stones. Além do grunge como The Temple fo the Dogs. Mas ele é alguém atento ao que tem de mais moderno na música. Presença obrigatória em sua playlist, estão Boogarins, Nomade Orquestra, Bixiga70 e Mahmed. 

“Tocar guitarra é poder transformar meus sentimentos em notas musicais”. Isso faz dos solos e riffs de Thiago algo bastante emotivo. Mais do que fritação e velocidade, notas precisas dão tom de sua performance. Durante esse período de isolamento social, além do queijo minas, sua audição está atendo a artistas como Warpaint, Boogarins, The Sheepdogs, Mac DeMarco, Alt J, Pond.